Início »

Direção Regional das Pescas

 

Na componente marítima, o setor das pescas merece uma atenção especial por duas razões essenciais: por um lado gera emprego fundamental para a Região e, por outro, gera riqueza. Desta forma, o setor regional das pescas constitui uma das nossas principais fontes de exploração do mar, representando uma relevante fonte de alimentação, uma importante atividade económica e uma fonte de emprego com impacto social significativo e que promove o desenvolvimento das nossas zonas costeiras.

Nos Açores, mais de 90% do pescado descarregado em lota é produto de uma pesca artesanal desenvolvida com respeito pelos valores naturais e pela preservação dos recursos. Por isso, a nossa estratégia marinha, no âmbito da exploração dos recursos haliêuticos, integra sempre a ideia base do desenvolvimento sustentável, da proteção do ambiente marinho e da pesca racional e responsável.

É por isso que iremos continuar a desenvolver esforços para que a proteção da nossa Zona Económica Exclusiva, no âmbito da Política Comum de Pescas, seja um desígnio regional, na procura de uma pesca sustentável para as gerações futuras.

O setor das pescas contribui atualmente com mais de 20% para o total das exportações sendo a atividade com maior impacto nos recursos marinhos e o garante da coesão territorial de dezenas de pequenas comunidades distribuídas nas nove ilhas dos Açores.

O incremento da procura de produtos naturais provenientes do mar, como é o caso do nosso pescado, continuará a valorizar economicamente a atividade piscatória da nossa frota, que entretanto, deverá diversificar a sua atividade para capturar outras espécies ainda não exploradas. Desta forma, iremos aproveitar todo o potencial da nossa Zona Económica Exclusiva.

É intenção da Direção Regional das Pescas intensificar a gestão partilhada do setor com todos os que fazem parte integrante da fileira da pesca, dando mais responsabilidade às associações de pescadores e outros interlocutores relevantes.

A nossa missão será tentar propiciar aos profissionais de toda a fileira do setor melhores condições de trabalho, e promover o setor de forma a que todos possam atingir um patamar económico sustentável em todas as comunidades piscatórias.

Luís Costa

Diretor Regional das Pescas