Sujeira nas profundezas

 

A poluição marinha já chega às águas superprofundas, segundo um estudo publicado em fevereiro. O Hirondellea gigas (foto acima), um tipo de crustáceo que vive entre 6 mil e 11 mil metros de profundidade na Fossa das Marianas (o local mais profundo da superfície terrestre, no Pacífico ocidental), apresentou níveis “extraordinários” de contaminação por produtos químicos proibidos, como fluidos resfriadores. A concentração de poluentes encontrada nos crustáceos era 50 vezes maior do que a detectada em caranguejos às margens do rio Liaohe, um dos mais contaminados da China.

Fonte: Planeta

 
 
 

0 Comentários

Pode ser o primeiro a deixar um comentário.

 
 

Deixe um comentário